Saúde em primeiro lugar!

Nossas propostas têm como objetivo resgatar a dignidade no atendimento da população de Niterói. Os pacientes buscarão nossos serviços com a certeza de um bom atendimento e nunca mais com a dúvida de serem ou não atendidos. Para tal, é necessário um choque de gestão urgencial. Vamos acompanhar de perto todos os editais e contratos de saúde e sugerir as seguintes propostas:

  1. Ampliação das especialidades disponibilizadas nos postos de saúde, onde a maioria apresenta somente Clínica Médica. Vamos ampliar as especialidades e incluir urologistas, ginecologistas, ortopedistas e pediatras em horários e dias diversos, aumentando a oferta de serviços para uma demanda reprimida.

  2. Criação de um sistema de agendamento de consulta através de um aplicativo onde o paciente conseguirá agendar sua consulta médica sem sair de casa, com dia e hora agendada, no local mais próximo da sua casa. Nas 24 horas que antecedem a data da consulta será encaminhado uma mensagem de confirmação ao paciente. Caso o mesmo não confirme a consulta, sua vaga será disponibilizada para um próximo paciente.

  3. Finalização do tão sonhado Centro de Imagem para a população de Niterói. A demanda da nossa cidade necessita da disponibilização de 2 aparelhos de Tomografia de última Geração (com software de cárdio), 2 aparelhos de Ressonância Magnética, 2 aparelhos de Ultrassom (que também irão operar como Ecocardiograma e Dopplers) e 2 aparelhos de Raio X Digital a fim de atender a demanda da população de Niterói com qualidade e rapidez.

  4. Criação de um aplicativo para agendamento dos exames de imagem (Raio X, Ecocardiografia, Doppler, Tomografia Computadorizada, Ultrassonografia e Ressonância Magnética) que irá revolucionar a oferta de serviço público de saúde para o cidadão niteroiense. Nesse aplicativo, o paciente, sem sair de casa, basta fotografar a sua solicitação do exame, anexa no app, e caso seja necessário algum laudo de justificativa do exame, o mesmo também é inserido pelo aplicativo. Os exames são marcados para o prazo máximo de 10 dias corridos e o resultado será disponibilizado em até 72 horas na própria plataforma do aplicativo.

  5. Moralização da emergência do Hospital Orêncio de Freitas, que hoje conta somente com 2 leitos de emergência e atende não mais do que 30 a 50 pacientes por dia em sua emergência. Essa porta de entrada pode e deve operar com a máxima capacidade operacional, e deve apresentar no mínimo 10 leitos de emergência plenamente equipados com monitores, camas automáticas e respiradores e realizar ao menos 500 atendimentos por dia para a população de Niterói. Para tal, é necessário a contratação de médicos nas especialidades de Clínica Médica, Neurocirurgia, Cirurgia Vascular, Ortopedia e Urologia. O serviço de Cirurgia Geral, já existente naquela unidade, necessita aumentar a disponibilização de cirurgiões para atenderem a população e realizarem os multirões de cirurgia.

  6. Moralização do Hospital CPN, que deve contar permanentemente com 20 leitos de emergência plenamente equipados com aparelhagem de última geração, diversificação de especialidades em sua emergência (Cirurgião Geral, Ortopedista, Cirurgião Vascular, Urologista, Neurocirurgião) e otimização da realização de cirurgias de urgências (hoje o CPN não assume pacientes de alta complexidade pela falta completa de gestão em saúde).

  7. Realização do mutirão de cirurgias para amortizar a longa fila e longa espera por cirurgias como Colecistectomia, Herniorrafia Inguinal e Umbilical, Catarata, Glaucoma, Fimose, Hidrocele, Calculo renal, dentre outras cirurgias importantes.

  8. Criação de um Departamento de Utologia e Endourologia para tratamento das patologias urinárias que acometem os homens e mulheres e que precisam buscar os Hospitais de referência do Estado para tratamento, que também encontram-se sucateados e sem possibilidade de atendimento.

  9. Criação de Serviço de Hemodinâmica para atendimento dos casos de Síndrome Coronariana Aguda e Acidente Vascular Cerebral, e outras doenças como embolização de tumores pélvicos malignos. A rede municipal deve oferecer esse serviço de maneira mais eficiente.

  10. Fortalecimento da farmácia municipal, com aumento da disponibilidade de medicamentos que são fornecidos à população de Niterói. Promover a entrega domiciliar dessas medicações para os casos que apresentem problemas sociais que impeçam a aquisição dos remédios em nossa unidade.

  11. Informatização de todas as unidades básicas (postos de saúde) e avançadas (hospitais) de saúde com a promoção do interfaceamento das unidades. Hoje, todos os exames e procedimentos médicos são realizados em papel, mas isso gera custo em excesso, não existem processos, os exames são realizados em excesso e os médicos não conhecem os históricos de seus pacientes.

  12. Elaboração de um serviço de cirurgia bariátrica laparoscópica para atender a população portadora de obesidade mórbida. Os pacientes que apresentarem obesidade mórbida com índice de massa corporal elevado e comorbidades que indiquem a cirurgia para redução do peso, serão contemplados. Esse serviço contará com cirurgiões bariátricos, psicólogos, nutricionistas e psiquiatras.

  13.  Adequação dos hospitais municipais (CPN-Carlos Tortelly e Orêncio de Freitas) para atendimento de pacientes portadores de obesidade mórbida. Esses hospitais precisam sofrer adaptação para atender a esse público, com macas, mesas cirúrgicas, camas e equipamentos próprios para pacientes obesos.

  14. Novo serviço de Oncologia. Farei um Projeto de lei visando a criação de um novo serviço de Oncologia, para atender a demanda reprimida existente e acabar com a longa fila de espera, tanto para as cirurgias oncológicas como para as quimioterapias e radioterapia. Hoje, o suporte oncológico local conta apenas com um único serviço, no Hospital Universitário Antonio Pedro, que atende não só nosso município, mas também municípios vizinhos, gerando superlotação e filas de espera intermináveis. A demora por um atendimento oncológico específico em Niterói faz com que muitos pacientes percam o “time” cirúrgico e de quimioterapia e, por consequência, a chance de sobreviver ao câncer.

  15. Projeto Médico Remoto. O Conselho Federal de Medicina regulamentou a liberação da telemedicina como uma eficiente ferramenta para desafogar as longas filas das emergências e as filas à espera por uma consulta de ambulatório. Quero implementar essa medida em Niterói, pois ela permite um atendimento rápido, efetivo e seguro, reduzindo a exposição do médico e paciente ao Covid 19. O médico pode encaminhar a receita e o atestado diretamente para o celular do paciente de forma segura, e em caso de necessidade de atendimento presencial, o paciente é encaminhado a unidade de saúde mais próxima de sua residência.

Fale comigo direto no whatsapp!
This error message is only visible to WordPress admins

Error: API requests are being delayed for this account. New posts will not be retrieved.

Log in as an administrator and view the Instagram Feed settings page for more details.